Tauren

Horda

Honoráveis Conservacionistas

Os pacíficos taurens — conhecidos em sua própria língua como shu'halo — caminharam por muito tempo sobre Kalimdor, empenhados em preservar o equilíbrio da natureza em nome de sua deusa, a Mãe Terra. Até recentemente, viviam espalhados pelos Sertões como nômades, caçando as grandes feras kodo nativas da árida região.

História dos Taurens

Durante a Terceira Guerra, o poderoso chefe tauren Caerne Casco Sangrento encontrou-se por acaso com a Horda órquica, que explorava Kalimdor. Angariando a amizade do chefe guerreiro Thrall, Caerne e sua tribo conseguiram se defender dos inimigos durante o estabelecimento de seu novo lar em Mulgore, na cidade batizada como Penhasco do Trovão. Em dívida com os orcs pelo auxílio prestado, os taurens se juntaram a Thrall no Monte Hyjal para defender Kalimdor dos demônios da Legião Ardente.

Por anos os taurens floresceram em toda Mulgore, mas uma tragédia se abateu sobre eles após a campanha contra o Lich Rei em Nortúndria. Acreditando que o temerário novo chefe guerreiro Garrosh Grito Infernal fosse levar a Horda à ruína, Caerne desafiou o jovem orc para um duelo. Claramente, o chefe tauren estava em posição de superioridade...

No entanto, sem que nenhum dos combatentes soubesse, Magatha Temível Totem, matriarca tauren que guardava um profundo rancor de Caerne, envenenara a arma de Garrosh. Com o tauren paralisado pelo veneno, Garrosh pôde desferir um golpe mortal.

Os seguidores de Magatha então invadiram o Penhasco do Trovão na tentativa de tomar a cidade. Baine, filho de Caerne, conseguiu lançar um contra-ataque e retomar a capital, banindo Magatha e seu séquito das terras taurenas. A despeito do mortífero confronto entre Caerne e Garrosh, os taurens não abandonaram a Horda. Corajosamente Baine assumiu o posto de líder da raça, e os taurens de Alta Montanha estabeleceram um ponto de defesa contra a cada vez maior influência corrupta da Legião na região das Ilhas Partidas.

Área Inicial

Mulgore

Depois de se instalarem nos campos de Mulgore, os poderosos taurens criaram a espetacular capital de Penhasco do Trovão. Durante anos os taurens viveram nas serenas planícies centrais de Kalimdor, cuidando do bem-estar de seu novo e amado lar. No entanto, o recente cataclismo teve efeitos desastrosos em Mulgore. Expulsos de suas tocas ao sul de Penhasco do Trovão, tribos bárbaras de javatuscos invadiram a Chapada Nuvem Vermelha, avançando sobre a Aldeia Narache. Além de capturar vários taurens, os Javatuscos fizeram com que gigantes raízes rompessem o chão, sufocando toda a vida das verdejantes planícies de outrora. Devido a isso, os taurens prometeram afastar as selvagens criaturas e curar as feridas deixadas na terra antes que o dano se tornasse irreversível.

Raciais dos Taurens

Rijeza
Taurens são guerreiros enormes e habilidosos, e recebem um bônus em seus acertos críticos
Cultivo
Os taurens recebem um bônus de habilidade para herborismo e coletam ervas em um ritmo muito mais rápido do que os herboristas das outras raças.
Resistência
Sua extraordinária constituição concede ao tauren um bônus em seus pontos de vida.
Resistência à Natureza
Taurens têm uma resistência natural a magias da natureza.
Pisada de Guerra
Tremendo no chão com um poderoso pisão de seus cascos, os taurens podem atordoar brevemente pequenos grupos de inimigos.

Classes Disponíveis

Guerreiro
Guerreiro
Guerras vêm e vão, mas há heróis que se dedicam a dominar todos os aspectos da arte da batalha sem descanso. Guerreiros combinam força, liderança e vasto conhecimento em armas e armaduras para criar o caos no campo de batalha.
Paladino
Paladino
O paladino jura proteger os fracos, trazer justiça aos injustos e erradicar o mal dos cantos mais sombrios do mundo.
Caçador
Caçador
Desde os primórdios, o chamado da natureza tira alguns aventureiros do conforto de suas casas para a implacável realidade do mundo selvagem. Aqueles que sobrevivem se tornam caçadores.
Sacerdote
Sacerdote
Sacerdotes são devotos do aspecto espiritual e expressam sua fé inabalável ao servir à população. Séculos atrás eles saíram da segurança de seus templos e do conforto de seus santuários para dar suporte a seus aliados em terras devastadas pela guerra.
Xamã
Xamã
Os xamãs são os líderes espirituais de suas tribos e clãs. São os mestres dos elementos e utilizam magias e totens para curar aliados ou ampliar seus poderes em batalha, sem esquecer de liberar a fúria elemental contra seus oponentes.
Monge
Monge
Lutadores que usam seus punhos cujos estilos de luta sem armas foram criadas na antiga Pandária, monges são tão diversificados quanto as energias que os cercam. Eles podem utilizar ataques letais com a névoa de suas cervejas, curar fluxos de chi partidos, ou atacar seus inimigos com pés e mãos ligeiros.
Druida
Druida
Druidas controlam os vastos poderes da natureza para preservar o equilíbrio e proteger a vida. Como mestres da transformação, druidas podem tomar a forma de várias feras, como ursos, gatos, pássaros e leões marinhos com facilidade.
Cavaleiro da Morte
Cavaleiro da Morte
Quando o controle do Lich Rei sobre seus Cavaleiros da Morte foi quebrado, seus ex-campeões uniram-se para vingar as atrocidades cometidas sob ordens dele.

História dos Taurens

Durante a Terceira Guerra, o poderoso chefe tauren Caerne Casco Sangrento encontrou-se por acaso com a Horda órquica, que explorava Kalimdor. Angariando a amizade do chefe guerreiro Thrall, Caerne e sua tribo conseguiram se defender dos inimigos durante o estabelecimento de seu novo lar em Mulgore, na cidade batizada como Penhasco do Trovão. Em dívida com os orcs pelo auxílio prestado, os taurens se juntaram a Thrall no Monte Hyjal para defender Kalimdor dos demônios da Legião Ardente.

Por anos os taurens floresceram em toda Mulgore, mas uma tragédia se abateu sobre eles após a campanha contra o Lich Rei em Nortúndria. Acreditando que o temerário novo chefe guerreiro Garrosh Grito Infernal fosse levar a Horda à ruína, Caerne desafiou o jovem orc para um duelo. Claramente, o chefe tauren estava em posição de superioridade...

No entanto, sem que nenhum dos combatentes soubesse, Magatha Temível Totem, matriarca tauren que guardava um profundo rancor de Caerne, envenenara a arma de Garrosh. Com o tauren paralisado pelo veneno, Garrosh pôde desferir um golpe mortal.

Os seguidores de Magatha então invadiram o Penhasco do Trovão na tentativa de tomar a cidade. Baine, filho de Caerne, conseguiu lançar um contra-ataque e retomar a capital, banindo Magatha e seu séquito das terras taurenas. A despeito do mortífero confronto entre Caerne e Garrosh, os taurens não abandonaram a Horda. Corajosamente Baine assumiu o posto de líder da raça, e os taurens de Alta Montanha estabeleceram um ponto de defesa contra a cada vez maior influência corrupta da Legião na região das Ilhas Partidas.

Área Inicial

Mulgore

Depois de se instalarem nos campos de Mulgore, os poderosos taurens criaram a espetacular capital de Penhasco do Trovão. Durante anos os taurens viveram nas serenas planícies centrais de Kalimdor, cuidando do bem-estar de seu novo e amado lar. No entanto, o recente cataclismo teve efeitos desastrosos em Mulgore. Expulsos de suas tocas ao sul de Penhasco do Trovão, tribos bárbaras de javatuscos invadiram a Chapada Nuvem Vermelha, avançando sobre a Aldeia Narache. Além de capturar vários taurens, os Javatuscos fizeram com que gigantes raízes rompessem o chão, sufocando toda a vida das verdejantes planícies de outrora. Devido a isso, os taurens prometeram afastar as selvagens criaturas e curar as feridas deixadas na terra antes que o dano se tornasse irreversível.

Capital

Penhasco do Trovão

Fundada pelo sábio grande chefe Caerne Casco Sangrento e sua valente tribo, Penhasco do Trovão tem vista para a verdejante Mulgore do alto de uma série de platôs desenhados pelo vento. Antes da construção da capital, os taurens viveram como nômades por incontáveis gerações, muitas vezes sob o ataque de bandos de centauros saqueadores. Com a criação de Penhasco do Trovão, no entanto, um lar permanente foi concedido a esta orgulhosa e alegre raça.

Após a morte de Caerne no duelo com o Garrosh Grito Infernal, Penhasco do Trovão foi brevemente tomada por um golpe de estado aplicado por Magatha Temível Totem e membros de sua tribo. Em retaliação, o filho de Caerne, Baine, lançou um brilhante contra-ataque usando uma frota de zepelins. Depois de dividir estrategicamente as forças de Magatha, Baine recapturou Penhasco do Trovão e assumiu seu papel como grande chefe dos taurens. Recuperada do recente tumulto, a capital voltou a ser novamente um bastião da paz e da segurança para os taurens de Kalimdor.

Montaria Racial

Kodo

Há muitas lendas taurens a respeito dos chifrudos kodos dos Sertões de Kalimdor. Alguns mitos falam que os raros kodos estão ligados aos espíritos do céu e da tempestade, permitindo assim que esses colossais animais utilizem os poderes dos relâmpagos. Embora os kodos geralmente sejam considerados gentis por natureza, eles são ferozes adversários quando ameaçados e são conhecidos por, ocasionalmente, devorar seus inimigos por inteiro.

Saiba mais sobre as outras raças