Morto-vivo

Horda

Cadavéricos Sofredores

Ao longo da campanha do Lich Rei para dizimar os vivos de Lordaeron, a morte não trouxe consigo o almejado descanso eterno para os humanos. Em vez disso, aqueles que pereceram foram reerguidos na morte-viva para servir como lacaios do Flagelo, forçados a lutar uma guerra profana contra tudo... e todos... que um dia amaram.

História dos Renegados

Após o término da Terceira Guerra, com o fim do controle do Lich Rei sobre seus vastos exércitos, um contingente de mortos-vivos se libertou da vontade férrea de seu mestre. A liberdade parecia uma bênção, mas a memória dos horrores cometidos em nome do Flagelo logo ressurgiu para atormentar os outrora humanos. Aqueles que não sucumbiram à loucura depararam-se com uma terrível compreensão: toda Azeroth ansiava por destruí-los.

Em seu momento mais sombrio, os execrados mortos-vivos foram arregimentados por Sylvana Correventos, antiga general-patrulheira de Quel'Thalas, que também se libertara do Lich Rei. Sob a liderança da nova rainha, os mortos-vivos independentes — conhecidos como Renegados — fundaram a Cidade Baixa sob as ruínas de Lordaeron.

Visando expandir suas ambições e proteger a emergente nação, Sylvana partiu em busca de alianças. A principal delas deu-se com os taurens do Penhasco do Trovão, que viram nos Renegados potencial de redenção. Desta forma, os taurens convenceram Thrall, então chefe guerreiro da Horda, a forjar uma conveniente aliança com os mortos-vivos. Os Renegados, então, assistiram a Horda numa campanha maciça contra o Lich Rei, e puderam enfim cobrar vingança de seu odioso inimigo.

A vitória, entretanto, veio a um alto custo: o boticário-mor Putriss, traindo os Renegados, disseminou uma nova peste que dizimou igualmente aliados e adversários, enquanto Varimatras, o senhor do medo, apoderava-se da Cidade Baixa com um golpe do qual Sylvana escapou por um fio. Por fim, os usurpadores foram subjugados e a capital dos Renegados, restaurada, mas a situação plantou na Horda uma grande desconfiança a respeito da capacidade de Sylvana de liderar e garantir a lealdade dos mortos-vivos.

A confiança nos Renegados foi restaurada quando Sylvana ajudou a Horda a libertar Orgrimmar do controle do chefe guerreiro Garrosh Grito Infernal, empenhado em escravizar as outras raças sob a supremacia órquica. Agora, libertados, os mortos-vivos fortificam os arredores da Cidade Baixa, preparando-se para um futuro sombrio que consideram inevitável.

Área Inicial

Clareiras de Tirisfal

Antes coração de Lordaeron, as Clareiras de Tirisfal eram terras de belas colinas e pastagens douradas. Quando o reino dos humanos foi dominado pelo Flagelo, esta região verdejante se transformou em um deserto atormentado, quase incapaz de sustentar o que restou da vida que ainda existia.

Raciais dos Renegados

Determinação dos Renegados
Os renegados possuem a força de vontade para se livrarem de qualquer feitiço, medo ou sono.
Resistência às Sombras
Os renegados possuem resistência natural a magias das sombras.
Canabalizar
Um meio um tanto sinistro para os renegados reabastecerem seus pontos de vida é consumindo cadáveres.
Toque do Túmulo
Os Renegados podem de vez em quando drenar energia vital de seus inimigos e usá-la para restaurar seus corpos.

Classes Disponíveis

Guerreiro
Guerreiro
Guerras vêm e vão, mas há heróis que se dedicam a dominar todos os aspectos da arte da batalha sem descanso. Guerreiros combinam força, liderança e vasto conhecimento em armas e armaduras para criar o caos no campo de batalha.
Caçador
Caçador
Desde os primórdios, o chamado da natureza tira alguns aventureiros do conforto de suas casas para a implacável realidade do mundo selvagem. Aqueles que sobrevivem se tornam caçadores.
Ladino
Ladino
Para ladinos, o único código é o contrato e sua honra só pode ser comprada com ouro. Livres das amarras da consciência, estes mercenários aplicam táticas brutais e eficientes.
Sacerdote
Sacerdote
Sacerdotes são devotos do aspecto espiritual e expressam sua fé inabalável ao servir à população. Séculos atrás eles saíram da segurança de seus templos e do conforto de seus santuários para dar suporte a seus aliados em terras devastadas pela guerra.
Mago
Mago
Somente estudantes dotados de grande intelecto e inabalável disciplina podem seguir o caminho da magia. A mágica arcana à disposição dos magos é deslumbrante e perigosa ao mesmo tempo e por isso só é revelada aos praticantes mais devotados.
Bruxo
Bruxo
Frente a poderes demoníacos, a maioria dos heróis vê a morte. Bruxos veem apenas oportunidades. Dominação é seu objetivo e o caminho encontrado para isso está no controle das artes sombrias. Para auxiliá-los em seus planos, tais feiticeiros evocam ajudantes monstruosos para lutarem ao seu lado.
Monge
Monge
Lutadores que usam seus punhos cujos estilos de luta sem armas foram criadas na antiga Pandária, monges são tão diversificados quanto as energias que os cercam. Eles podem utilizar ataques letais com a névoa de suas cervejas, curar fluxos de chi partidos, ou atacar seus inimigos com pés e mãos ligeiros.
Cavaleiro da Morte
Cavaleiro da Morte
Quando o controle do Lich Rei sobre seus Cavaleiros da Morte foi quebrado, seus ex-campeões uniram-se para vingar as atrocidades cometidas sob ordens dele.

História dos Renegados

Após o término da Terceira Guerra, com o fim do controle do Lich Rei sobre seus vastos exércitos, um contingente de mortos-vivos se libertou da vontade férrea de seu mestre. A liberdade parecia uma bênção, mas a memória dos horrores cometidos em nome do Flagelo logo ressurgiu para atormentar os outrora humanos. Aqueles que não sucumbiram à loucura depararam-se com uma terrível compreensão: toda Azeroth ansiava por destruí-los.

Em seu momento mais sombrio, os execrados mortos-vivos foram arregimentados por Sylvana Correventos, antiga general-patrulheira de Quel'Thalas, que também se libertara do Lich Rei. Sob a liderança da nova rainha, os mortos-vivos independentes — conhecidos como Renegados — fundaram a Cidade Baixa sob as ruínas de Lordaeron.

Visando expandir suas ambições e proteger a emergente nação, Sylvana partiu em busca de alianças. A principal delas deu-se com os taurens do Penhasco do Trovão, que viram nos Renegados potencial de redenção. Desta forma, os taurens convenceram Thrall, então chefe guerreiro da Horda, a forjar uma conveniente aliança com os mortos-vivos. Os Renegados, então, assistiram a Horda numa campanha maciça contra o Lich Rei, e puderam enfim cobrar vingança de seu odioso inimigo.

A vitória, entretanto, veio a um alto custo: o boticário-mor Putriss, traindo os Renegados, disseminou uma nova peste que dizimou igualmente aliados e adversários, enquanto Varimatras, o senhor do medo, apoderava-se da Cidade Baixa com um golpe do qual Sylvana escapou por um fio. Por fim, os usurpadores foram subjugados e a capital dos Renegados, restaurada, mas a situação plantou na Horda uma grande desconfiança a respeito da capacidade de Sylvana de liderar e garantir a lealdade dos mortos-vivos.

A confiança nos Renegados foi restaurada quando Sylvana ajudou a Horda a libertar Orgrimmar do controle do chefe guerreiro Garrosh Grito Infernal, empenhado em escravizar as outras raças sob a supremacia órquica. Agora, libertados, os mortos-vivos fortificam os arredores da Cidade Baixa, preparando-se para um futuro sombrio que consideram inevitável.

Área Inicial

Clareiras de Tirisfal

Antes coração de Lordaeron, as Clareiras de Tirisfal eram terras de belas colinas e pastagens douradas. Quando o reino dos humanos foi dominado pelo Flagelo, esta região verdejante se transformou em um deserto atormentado, quase incapaz de sustentar o que restou da vida que ainda existia.

Capital

A Cidade Baixa

Durante a Terceira Guerra, a antes gloriosa capital de Lordaeron foi dizimada por um exército do Flagelo sob o comando do Príncipe Arthas Menethil. Quando os mortos-vivos continuaram a sua campanha contra os vivos através do continente, apenas um pequeno contingente das forças de Arthas foi deixado para trás para criar a nova cidade abaixo da capital em ruínas. No entanto, esses planos foram abandonados quando Arthas partiu para Nortúndria a fim de auxiliar seu mestre, o Lich Rei.

Anos mais tarde, a Rainha Sylvana e seus mortos-vivos rebeldes conhecidos como os Renegados, reivindicaram a posse da Cidade Baixa e concluíram a sinuosa rede de catacumbas e criptas que o Flagelo havia começado a construir. Apesar de ter sido momentaneamente tomada pelos traidores, o Boticário-mor Putriss e o Senhor do Medo Varimatras, a Cidade Baixa permaneceu sob o firme controle de Sylvana desde então. Hoje, rios de lama tóxica correm através de todas as vias da vasta cidade. Os gases tóxicos e odores fétidos que permeiam todos os cantos da fortaleza fizeram dela um lugar quase insuportável para os membros vivos da Horda. No entanto, para Sylvana e seus amaldiçoados seguidores, a Cidade Baixa tornou-se um refúgio muito necessário em um mundo onde sua espécie ainda é temida e perseguida.

Montaria Racial

Cavalo Descarnado

Quando a praga dos mortos-vivos do Lich Rei varreu Lordaeron, ela dizimou mais do que apenas a população do reino humano. Muitos dos cavalos nobres que viviam na região também sucumbiram à aflição e, à semelhança do que ocorreu com suas contrapartes humanas, a eles não foi concedida a paz na morte.

Saiba mais sobre as outras raças