Destaque da Comunidade: Tilt Entretenimento
Destaque da comunidade
por Lorie em April 7th às 5:00pm

Ao longo de todos estes anos o universo de Warcraft vem inspirando jogadores ao redor do mundo a criar conteúdo das mais diferentes formas. Esses jogadores vem mostrando seu amor pelo jogo através de artes e cosplays incríveis, blogs, vídeos, narrações de campeonatos e muito mais. Para continuar a série Destaque da Comunidade exclusivamente brasileira, trazemos o Edgar, do Tilt Entretenimento, que traz conteúdo com muito bom humor para todos os jogadores de Azeroth! 

tilt_entretenimento_comspot.jpg

Lorie: Seu canal foi um dos mais pedidos aqui no Destaque da Comunidade nos posts anteriores! Conta um pouco mais sobre como a ideia do canal surgiu e quem está por trás dele? Quem faz o que no Tilt?

Tilt Entretenimento: Primeiro, saber que as pessoas pediram para que eu tenha a oportunidade de aparecer aqui nesse espaço me deixa profundamente feliz! Então já quero começar agradecendo a cada um deles por acompanharem meu trabalho lá no canal.

A Tilt originalmente surgiu com a ideia de ser um canal de animação sobre jogos antigos.  Um amigo e eu criamos o canal no final de 2012, porém rapidamente desistimos da ideia inicial. Era um momento onde eu assistia muito “Wowcrendor” (um canal de animação do Youtube) e tinha muita vontade de fazer animações de humor relacionado a World of Warcraft e foi aí que eu decidi então focar o canal somente nisso. Como eu tinha uma inspiração pesada neste canal, os primeiros vídeos da Tilt tinham muito da identidade dele. Algumas pessoas até diziam que eu o copiava, e de certo modo elas tinhas razão, pois eu me inspirava muito no trabalho dele e algumas piadas dos primeiros vídeos que eu fiz eu adaptava desses vídeos e trazia para a nossa realidade. Felizmente após isso eu rapidamente consegui encontrar meu próprio estilo e dar a minha cara para os vídeos.

Hoje oficialmente somos duas pessoas na Tilt: minha namorada Debora que sempre me ajudou com a página, com postagens, respondendo mensagens... Enfim, cuidando mais dessa parte de relacionamento com nossos seguidores; e na parte criativa sou eu. Muitas pessoas olham para a TIlt e pensam que existem diversas pessoas por trás dos vídeos, escrevendo roteiros, fazendo animações, editando, mas na verdade é tudo trabalho de uma pessoa só.

Na parte de dublagens eu fazia todas as vozes nos primeiros vídeos, até as vozes femininas, mas depois eu pude contar com a ajuda de várias pessoas (graças a luz! haha), dentre elas a Lianne (Gabi do WoWGirl), Anaíse, Ken, Patrícia, Neves e atualmente conto com a ajuda da excelente Luciana Paiva, que sempre rouba a cena nos vídeos que participa. E não é para menos! Vocês estão acostumados a ouvir minha voz tosca nos vídeos e aí do nada uma atriz e dubladora profissional aparece no meio e mostra toda a diferença na qualidade, haha. Uma outra pessoa que também passou pela Tilt lá no início e que eu não posso esquecer de agradecer é a nossa querida Kpis. Ela me ajudou demais no começo na fanpage quando a Tilt tinha acabado de nascer.

Quem é você nesse RaidCall?

Lorie: Conta pra nós um pouco mais dos bastidores da gravação dos vídeos! Como é o processo? 

Tilt Entretenimento: O processo acaba sempre sendo o mesmo. Eu começo com o roteiro onde eu escrevo um rascunho do vídeo, destacando os pontos principais que quero abordar naquele episódio e depois disso eu reescrevo de maneira detalhada já com tudo: as falas dos personagens, os acontecimentos em cada cena, o ângulo de câmera que eu imagino mostrar em cada tomada do vídeo, as músicas e efeitos sonoros que eu gostaria de colocar. Depois disso eu já prossigo para as vozes, onde eu gravo cada personagem de uma vez. É bem simples também: eu abro o software que uso, começo a gravar e faço cada fala três vezes seguidas. Depois eu pego esse arquivo enorme, passo por ele todo e vou ouvindo e selecionando as falas que ficaram melhores e faço as edições de som em cada uma e deixo separado por pasta. Antigamente eu fazia as animações primeiro e depois eu dublava em cima do personagem, porém logo percebi que isso comprometia quando no meio da gravação surge um improviso que deixa a cena mais engraçada, como foi o caso do “Pai, paizinho, que que cê vai fazer?”, no vídeo “Finais Alternativos ao Cerco a Orgrimmar”. O fato de fazer as animações em cima de uma voz já pronta, além de deixar o trabalho melhor, me proporciona essa chance de improvisar nas falas quando as ideias surgem do nada. Após o fim da gravação das vozes, começa a animação que é a parte que mais demora no projeto; cerca de 90% do tempo da criação do vídeo eu passo nessa etapa. Depois das animações estarem completas eu adiciono os efeitos sonoros em cada cena, passos, som ambiente, barulho da armadura quando eles se movem. São todos esses detalhes no áudio que deixa o vídeo muito melhor para quem assiste.

Lorie: Quanto tempo demora a criação de um vídeo, desde a concepção da ideia até ser colocado no YouTube?

Tilt Entretenimento: A demora para um vídeo ficar pronto varia principalmente do tempo que eu tenho disponível para trabalhar nele. Se eu tiver todo o tempo necessário em minhas mãos, para elaborar um vídeo mais simples, onde os personagens apenas conversam sem nenhum acontecimento mais trabalhoso para editar, eu consigo finalizar esse projeto em apenas 3 dias. Porém, em vídeos mais complexos, elaborados com variações de cenas e uma história mais desenvolvida (como “Reporter Azeroth”, por exemplo) eu posso levar mais ou menos uma semana.

O problema é a falta de tempo que tenho para me dedicar aos vídeos que faz com que os vídeos de três dias levem duas semanas, e os vídeos de uma semana levem um mês.

Lorie: Como você acha inspiração para seus vídeos?

Tilt Entretenimento: Essa é minha parte preferida. Eu raramente preciso me forçar a criar roteiros e histórias para elaborar os vídeos. Nossa comunidade faz isso por mim pois quase toda inspiração e ideias que eu tive surgiram jogando. Se eu falar: “amanhã quero escrever um roteiro para vídeo, mas estou sem ideia”, basta eu entrar no jogo e ficar uma hora jogando e prestando atenção no chat que eu saio de lá com várias ideias novas. A estalagem do “Leão Orgulhoso”, no servidor Moonguard, é outro lugar excelente para conseguir ideias, então eu sempre vou lá. A trabalho, é claro! ( ͡° ͜ʖ ͡°)

Tipos mais irritantes no Chat

Lorie: Do que você já teve vontade de fazer um vídeo mas ainda não fez?

Tilt Entretenimento: Eu tenho muita vontade de fazer uma web-serie de humor dentro do universo WoW; inclusive, tenho ela escrita aqui até a terceira temporada. Ainda irei achar um tempo para colocar isso em prática. Atualmente é o que eu mais quero fazer no canal.

Lorie: Quais os planos do canal/página para o futuro?

Tilt Entretenimento: Após um longo tempo afastado do canal eu pretendo agora manter ele o mais movimentado possível. Sempre que o tempo for meu aliado pretendo me dedicar a novos vídeos, aumentar a frequência das postagens e principalmente botar todas as minhas ideias em prática. Hoje eu tenho exatamente quatorze roteiros escritos para vídeos futuros e uma das minhas metas é produzir todos esses vídeos logo!

Voltemos ao jogo propriamente dito, quando você começou a jogar WoW?

Tilt Entretenimento: Eu comecei a jogar em 2007, na expansão The Burning Crusade. Quando abri o jogo pela primeira vez, criei meu primeiro humano e pisei no mundo, fiquei maravilhado! Sabia que ali eu tinha encontrado uma paixão para a vida toda, haha. Desde então, nesses últimos dez anos, eu sempre estive presente no jogo, fazendo algumas pausas aqui e ali em determinados momentos, porém sempre voltando pra Azeroth.

Lorie: Qual é sua lembrança mais antiga?

Tilt Entretenimento: A lembrança antiga e mais marcante que tenho é ser triturado pelo Hogger durante os primeiros passos da minha jornada. Até hoje eu lembro da surra que meu guerreiro levou logo após eu estar começando a me sentir confiante e “imparável” dentro do jogo. Naquela noite me dediquei a formar um grupo e matar ele, e foi extremamente gratificante sentir pela primeira vez o trabalho em grupo sendo feito. Antes de WoW eu não tinha jogado praticamente nada de MMO’s, não tinha noção de como era jogar de maneira cooperativa com várias pessoas, e isso foi algo muito bom! É um momento que guardo em minha memória até hoje.

Lorie: A pergunta que todos querem saber! Já conseguiu o Dragão Vermelho de Olhos Azuis do Fogo Cataclísmico do Fim dos Tempos do Portal Negro Pandariano do Lich King?

Eu ainda não, mas continuo farmando semanalmente com todos os meus personagens, não vou desistir não!

Lorie: "Pela Horda!" ou "Pela Aliança!"?

Tilt Entretenimento: Pela ALIANÇA; e sendo ainda mais minimalista: pelos humanos! Foi a única raça que realmente joguei nestes 10 anos.

Acompanhe o Tilt Entretenimento nas redes sociais:


Muito obrigada à Tilt Entretenimento pela participação! 

Esperamos que estejam curtindo a série de "Destaque da comunidade" exclusivamente brasileira. Deixe sua sugestão de quem você gostaria de ver por aqui e não deixe de conferir os Destaques anteriores aqui.

WoW Classic
Lançamento mundial em:
Já disponível no mundo todo
Dias
Horas
Min
S