Magni Barbabronze

Arauto de Azeroth

Magni é um dos anões mais celebrados da história, um governante cuja vida é definida por atos de grande bravura e altruísmo.

Como regente de Altaforja, o rei Magni Barbabronze sempre colocou as necessidades de seu povo à frente das suas próprias. Foi o que aconteceu quando o grande Cataclismo balançou Azeroth, transformando o mundo em caos. Magni passou por um ritual ancestral para entrar em comunhão com a terra e descobrir a fonte dos problemas. Mas, em vez de encontrar respostas, Magni foi transformado em uma estátua de diamante sem vida.

Altaforja mergulhou no caos quando Moira, a filha afastada do finado rei, tomou o trono e levou a cidade à beira da guerra civil. Para restaurar a paz, uma nova instituição de governo, o Conselho dos Três Martelos, foi criada. O Conselho reunia representantes dos três principais clãs de anões: os Barbabronze, os Martelo Feroz e os Ferro Negro.

Quando os rivais finalmente entraram em acordo, Magni despertou de seu sono. O ritual infeliz não o matara, porém transformara seu corpo em diamante e conectara seu espírito ao coração do mundo. Azeroth mostrara ao antigo rei visões sobre o futuro — imagens da terrível invasão da Legião Ardente. Muitos anões se perguntaram se Magni retomaria o trono, mas ele tinha retornado por outras razões. Depois de conceder sua bênção ao Conselho dos Três Martelos e fazer as pazes com Moira, o anão partiu para preparar o mundo para o ataque da Legião.

A conexão de Magni com Azeroth foi essencial para derrubar a Legião. Apesar de a espada de Sargeras ter deixado uma ferida aberta no mundo, fazendo surgir um poder no sangue de Azeroth que seria disputado pela Horda e pela Aliança, Magni ainda conserva a esperança de restaurar a alma do planeta.

Outros personagens
Conteúdo relacionado
Aliança

"Ainda sou o mesmo anão de antes, mas agora meu propósito transcende qualquer trono ou reino."

Dados do personagem
Masculino
Sexo:
Anão
Raça:
Altaforja
Local: