Ascensão de Azshara
Lançada em junho de 2019 | Atualização de conteúdo de World of Warcraft

Após a Batalha de Dazar’alor, a Chefe Guerreira Sylvana Correventos ordenou a Nathanos Arauto da Praga que zarpasse com o que restou da frota da Horda. Usando como bússola Xal’atath, a Lâmina do Império Negro, a Horda buscava virar a batalha a seu favor. A frota da Aliança foi atrás deles, mas todos foram emboscados pelas nagas quando o mar se abriu bem abaixo deles. Presos em Nazjatar, antigo lar das nagas, ambas as facções encontraram um inimigo comum: a Rainha Azshara, soberana das nagas e serva do Deus Antigo N’Zoth.

Enquanto isso, Sylvana Correventos planejava executar Baine Casco Sangrento por ter libertado Derek, o irmão reanimado de Jaina Proudmore. Mal sabia ela que as forças da Horda e da Aliança já estavam indo resgatar o chefe tauren. Ao se encontrarem no campo de batalha, as tropas lideradas por Thrall e Jaina perceberam que precisavam se unir se quisessem enfraquecer o comando de Sylvana sobre a Horda.

Enquanto a Rainha Azshara desafiava os prisioneiros de Nazjatar para o combate, Magni Barbabronze contou aos campeões que um console titânico mantinha N’Zoth preso no Palácio Eterno. Ao abrirem caminho até lá, os heróis descobriram tardiamente que tudo era uma grande armadilha. A Rainha Azshara fora derrotada, mas ela os enganou para que ligassem o console, libertando N’Zoth. O Deus Antigo a resgatou e desapareceu nas sombras, pronto para derramar toda sua temível fúria em Azeroth. Sem terem outra escolha senão se unir contra essa nova ameaça, Aliança e Horda entraram na batalha... mas, primeiro, precisavam parar Sylvana.

Conteúdo Relacionado
Trailer de Ascensão de Azshara